O Jalapão é inesquecível

22/6/2021 | Destinos

Recarregue as energias neste lugar surpreendente!

Dunas douradas, cachoeiras fenomenais e fervedouros estão entre os principais atrativos do Jalapão – um parque incrível, localizado no Tocantins. Quem visita o local vai preparado para um encontro inexplicável com a natureza e seus espetáculos.

As principais atrações turísticas do Jalapão estão próximas às cidades de Mateiros, Ponte Alta do Tocantins e São Félix do Tocantins. Confira a magia desse lugar surpreendente e se prepare para uma experiência formidável! Boa viagem! 

Dunas

Ir ao Jalapão e não aproveitar as dunas é como ir ao Zoológico e não ver o Leão. Cada montanha de areia oferece ao turista um intenso dourado durante todo o pôr do sol, provando que a beleza local é inesgotável. 

As Dunas do Jalapão são formadas pela erosão das rochas de arenito que contemplam a Serra do Espírito Santo. Graças a espetacular ação do vento, a areia é depositada sempre no mesmo local, resultando na formação única de dunas do cerrado brasileiro. Se prepare, porque a paisagem é de tirar o fôlego.

O mais indicado é visitar as Dunas no final da tarde, já que a cor é intensificada pelo entardecer. Durante todo o caminho, o turista ainda pode apreciar as belezas do lago que espelha a Serra do Espírito Santo e os buritis, que crescem em meio à vegetação local. 

Pensa que acabou? Não! 

Do alto das Dunas é possível conferir todo o cerrado e suas belezas com cara de “deserto”. Ao longo das montanhas arenosas, o turista se depara também com a água que corta a região e as flores que enobrecem ainda mais o cenário como, por exemplo, o chuveirinho do cerrado. Simplesmente formidável!

Cachoeira da Formiga

Não é à toa que essa cachoeira está entre as mais visitadas do Jalapão. Seu verde esmeralda encanta os olhos e enriquece a alma. Além disso, a água da piscina formada pela queda d’água (que não é tão extensa), tem uma temperatura super agradável. Não é tão gelada e ajuda perfeitamente a amenizar o calor da região.

Outra perfeição desse ponto turístico está na transparência da água em si. É possível caminhar e, ao mesmo tempo, ver o fundo da piscina. Já quem gosta de mergulhar tem a oportunidade de conferir de perto uma pedra que oferece tons de azul a um trecho da cachoeira. Pode imaginar? Tudo isso, sem falar na “hidromassagem” encontrada no alto da queda d’água, em meio à corredeira do Rio Formiga, responsável pelo nome da cachoeira. É sentar e relaxar!

Cachoeira da Velha

Localizada dentro do Parque Estadual do Jalapão, a Cachoeira da Velha, que recebe as águas do Rio Novo, é um espetáculo à parte e merece atenção. Isso, principalmente, em virtude da potência peculiar dessa queda d’água, que oferece ao turista um verdadeiro espetáculo a céu aberto. 

Para tornar o show ainda mais grandioso, o local possui uma plataforma de madeira que leva o turista para mais perto da cachoeira. No total, são 100 metros de largura e 15 metros de queda, com destaque para a árvore que cresce bem no meio da cachoeira, mais especificamente, no paredão que separa as suas duas quedas. 

Para os amantes dos esportes radicais, é possível ainda praticar o rafting por lá e chegar aos pés do véu de água (o lado mais bonito desse ponto turístico). Nessa aventura, o turista atravessa o rio no bote e do outro lado da margem segue por uma pequena trilha a pé, onde pega novamente um bote para começar o rafting aos pés da queda d’água. Simplesmente espetacular!

Prainha do Rio Novo

O diminutivo está apenas no nome, porque esse ponto turístico é grandioso! Localizada a poucos metros da Cachoeira da Velha, a Prainha do Rio Novo apresenta uma longa faixa de areia branca, com águas tranquilas e muita sombra para quem quiser relaxar, meditar e sonhar! No alto da escadaria que leva o turista até essa praia, há um espaço incrível para deliciosos piqueniques. O verdadeiro significado de “sombra e água fresca”. Nada mal!

Fervedouros

Pronto, chegamos aos fervedouros! Pontos turísticos mais regionais que estes, impossível. Para quem não sabe, fervedouros são nascentes de rios subterrâneos que, geralmente sem espaço para a vazão da água, formam uma espécie de piscina natural. 

O diferencial é que, em virtude da pressão da água que é jorrada do lençol freático, os banhistas não afundam, mas flutuam o tempo todo. Outra coisa, como essa pressão é intensa e a camada de areia que cobre o solo é muito fina, a água quebra a resistência terrestre e passa a brotar do chão – fenômeno chamado de Ressurgência. Para muitos, um oásis de águas cristalinas rodeadas por uma vegetação imperdível.

Como não poderia ser diferente, o Jalapão oferece fervedouros de vários tamanhos, formatos, cores e intensidade de flutuação. O mais famoso deles é o Fervedouro do Ceiça e suas águas transparentes em meio a bananeiras. 

O cenário está entre os mais espetaculares do planeta. Outros que fazem jus à fama de paradisíacos é o Fervedouro Bela Vista, com 15 metros de diâmetro e água extremamente azul, o Fervedouro do Encontro das Águas, que se destaca pela enorme potência da nascente, e o Fervedouro do Buritizinho, cuja paisagem oferece fotos incríveis. Vale a pena também conhecer o Fervedouro dos Buritis e o Fervedouro do Rio Sono! Um sonho a cada descoberta!

Ficou curioso(a) para conhecer essas maravilhas do Jalapão? A Sumond tem o roteiro ideal para você e sua família ou grupo de amigos aproveitarem cada pedacinho desse lugar!